Contador

Por que preciso de um contador?

Ao abrir uma empresa, o gestor passa a desempenhar um papel gerencial, tentando manter o controle financeiro que lhe garanta plena operação e retornos de investimento, mas empreender no Brasil não é tarefa simples, além dos altos níveis tributários, o gestor precisa tomar decisões diariamente, essas, pode influenciar diretamente na saúde da operação. 

Com o grande desenvolvimento econômico dos últimos anos, muitos empreendimentos surgiram no país e a imensa maioria é composta por micro e pequenas empresas. Só no Paraná o saldo de empresas abertas até outubro de 2020 é de 136 mil, o resultado é  31% maior que o mesmo período do ano anterior*.

Dados da agência de notícias do Paraná: acesse 

Com os estímulos proporcionados pelo governo, seja em financiamentos, redução de taxas fiscais e facilitação na burocracia, está cada vez mais fácil abrir uma empresa, disso, surge a importância do contador na gestão empresarial no que se refere a acompanhamento e interpretação de dados, oferecendo  informações valiosas para o dia a dia da empresa e facilitando a vida do empreendedor.


Maiores dificuldades empresariais

Empreender por necessidade faz com que os gestores sejam especialistas em sua função, trazendo dificuldades na hora de planejar e fazer a gestão empresarial com eficiência. Dessa forma, o contador se torna parte fundamental para auxílio na tomada de decisão e manutenção de registro da empresa. 


O que é contabilidade

Contabilidade é o setor das ciências de administração que cuida da classificação, registro e análise de todas as transações realizadas por uma empresa, permitindo dessa forma uma constante avaliação da situação econômico-financeira. 

Tem por objeto o patrimônio econômico das pessoas físicas ou jurídicas, comerciais ou civis, observando o suas variações, desenvolvendo os registros, demonstrações e interpretações dos fatos baseados em números, seja ativo ou passivo, receita ou despesa, lucro ou perda, por fim, transmitindo as informações a pessoa física ou jurídica responsável.

Com o desenvolvimento das relações comerciais ao longo do tempo, a contabilidade passou se simples registro para um complexo sistema, sendo feitas restrições à prática de contabilidade por pessoas não qualificadas. 

Atualmente, temos um grande volume de informações e relações comerciais, o que exige constante aperfeiçoamento da contabilidade. Hoje, vemos a introdução da contabilidade online que visa baratear o custo para manter os registros e atender a nova demanda de mercado, visto o aumento expressivo do número de empreendedores. 


A função do contador

A função básica do contador é produzir informações úteis aos empreendedores, gestores e interessados em contabilidade para tomada de decisões, distante do que muitas vezes se entende como algo abstrato e exclusivamente voltado a satisfazer às exigências fiscais. 

Consecutivamente, um contador atua da seguinte forma:

  1. Coleta os dados;
  2. Registro e processamento; 
  3. Produção de  relatórios; 
  4. Fornecer  informações.

Muitos empreendedores se questionam sobre a carga tributária, encargos sociais, falta de recursos, juros além de recursos humanos e deixam de considerar a possível falha gerada pela tomada de decisão sem respaldo de dados confiáveis

Assim como economistas e administradores, os contadores atuam junto à empresa para auxiliar na aplicação de recursos escassos com a máxima eficiência.

Não deixe de pesquisar mais sobre a Personality Contabilidade, somos especialistas em consultoria empresarial, modelagem de negócios e empresas licitantes. 


Relatórios contábeis 

Relatório contábil é a apresentação resumida e ordenada de dados colhidos pela empresa responsável pela contabilidade, com o objetivo de relatar as pessoas que a utilizam os dados sobre os fatos registrados em um determinado período, seja um mês, semestre, ano ou intervalo de tempo.

Existem variações entre relatórios e informes, que podem ser obrigatórios e não obrigatórios, isto é, que podem ou não serem exigidos por lei. Lembrando que os relatórios obrigatórios são para fins de fisco e os relatórios não obrigatórios são para fins administrativos e estratégicos.

Cada classificação jurídica exige uma série de documentos e relatórios específicos, cabe ao contador responsável identificar as necessidades individuais de cada empreendimento.

A título de curiosidades, existem alguns relatórios que muito provavelmente vão fazer parte do seu dia a dia empresarial, são eles: 

  • Balanço patrimonial (BP)
  • Demonstração do Resultado do Exercício (DRE)
  • Demonstração dos Lucros e Prejuízos Acumulados (DLPA)
  • Demonstração dos Fluxos de Caixa (DFC)

Personality Contabilidade

Conte com a Personality Contabilidade para auxiliar no desenvolvimento da sua empresa, entre em contato.


Você pode ser interessar por:


Trabalhos citados & Referências

Dicionário de economia – Os economistas

Contabilidade para não contadores – Sérgio de Ludícibus e José Carlos Marion

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »
Open chat